A Ação Educativa recebeu o evento de abertura da 3ª temporada do NETLABTV com auditório lotado na última quinta-feira (29) em São Paulo. Na ocasião, Minom Pinho, produtora executiva e uma das idealizadoras do projeto, apresentou o concurso e mediou uma mesa redonda com os roteiristas Ricardo Tiezzi e Manuela Bernardi, roteiristas e monitores das oficinas do NETLABTV em São Paulo.

A grande novidade desta edição é a inclusão da categoria Social Video, dedicada exclusivamente a estudantes. Considerando a variedade dos conteúdos possíveis para as plataformas online, o NETLABTV vai contar com profissionais especializados, que irão esclarecer dúvidas sobre o tema e orientar os participantes. De acordo com Manuela Bernardi, roteirista e especialista em vídeos e séries para web e redes sociais, atualmente os conteúdos estão migrando para a internet, até mesmo os que antes eram exclusivos da televisão.

Em sua apresentação, Minom falou sobre o histórico do NETLABTV e sobre os percursos trilhados até consolidar a iniciativa como importante canal de empreendedorismo criativo no país. “O NETLABTV não é simplesmente um concurso de roteiro. O roteiro é um dos elementos de um pensamento criativo maior, que é: – onde estão as novas ideias de séries no Brasil e quais destas ideias estão melhor adequadas às demandas do mercado audiovisual”, explicou. “Gosto de brincar que a gente precisa superar a máxima do Glauber Rocha, porque pouquíssimas pessoas conseguem hoje realizar um conteúdo audiovisual apenas com uma câmera na mão e uma ideia na cabeça. O Glauber conseguia, mas daí eram outros tempos e ele era um gênio. E nem todos precisam ser gênios para serem ótimos criadores, basta trabalhar para muito além de apenas uma câmera e apenas uma ideia. É preciso selecionar a melhor ideia, criar, planejar, roteirizar, aprimorar esta ideia, aprofundar as curvas narrativas e buscar parceiros que ajudem a torna-la um conteúdo audiovisual. O NETLABTV contribui com o processo de qualificação da criação em diálogo mercado”.

A mesa redonda abordou os principais desafios da criação de séries no Brasil hoje, crescimento do consumo de vídeos pelas redes sociais e o atual estágio da criação e produção de séries para a televisão no Brasil.

A troca de conhecimentos entre os especialistas e os presentes foi muito proveitosa, além da transmissão ao vivo do evento via página do NETLABTV no Facebook que permitiu que seguidores de todo o Brasil acessassem os debates.

O projeto NETLABTV – NOVAS IDEIAS DE SÉRIES BRASILEIRAS conta com o patrocínio do Instituto NET CLARO EMBRATEL e o apoio de importantes parceiros e dos principais canais de TV por assinatura do Brasil.

As inscrições para a 3ª edição estão abertas até o dia 27 de outubro e podem ser realizadas aqui pelo site do projeto.

Créditos da imagem: Tiago Ribeiro Santana.

 

Receba NossasNovidades