ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AUTORES ROTEIRISTAS – ABRA

A ABRA (Associação Brasileira de Autores Roteiristas) tem como objetivo representar, exercer e defender os direitos dos autores de roteiros e argumentos de obras audiovisuais de qualquer natureza, televisão, cinema ou quaisquer meios eletrônicos de difusão de roteiros de obras audiovisuais, existentes ou a serem criadas, bem como aproximar os roteiristas de um modo geral.

http://abra.art.br

SPCINE – Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo

A Spcine é a empresa de cinema e audiovisual de São Paulo. Atua como um escritório de desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas para os setores de cinema, TV, games e novas mídias. O objetivo é reconhecer e estimular o potencial econômico e criativo do audiovisual paulista e seu impacto em âmbito cultural e social. A empresa é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

http://spcine.com.br

BRAVI – Brasil Audiovisual Independente 

Entidade sem fins lucrativos, fundada em 1999, com o intuito de reunir e fortalecer as empresas voltadas à produção de conteúdo para televisão e mídias digitais no mercado nacional e internacional. Fundada como Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão (ABPITV), passou a se chamar Brasil Audiovisual Independente (BRAVI) a partir de 15 de agosto de 2016. A mudança deveu-se ao entendimento de que o escopo de atividades da produção audiovisual independente no Brasil e no mundo hoje atua em múltiplas telas e plataformas, tendo como possibilidades a produção para mobile, webvideo on demand, além dos canais de televisão aberta ou por assinatura e para cinema. A BRAVI agrupa hoje mais de 600 produtoras, das cinco regiões do Brasil, apoiando-as por meio de iniciativas como: Projeto Setorial de Exportação, Capacitação, Políticas Públicas para o setor e desenvolvimento do mercado interno.

http://bravi.tv

SINDICATO DA INDÚSTRIA AUDIOVISUAL DO ESTADO DE SÃO PAULO (SIAESP)

Filiado à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), o Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP) representa o segmento de produção nas áreas de publicidade, conteúdo para TV, cinema, games e infraestrutura. O Sindicato atua em defesa do setor em diferentes instâncias mantendo interlocução com os poderes executivo e legislativo. Ações que resultaram na aprovação da Lei n. 12.485 – que regulamentou a presença da produção nacional e independente na TV por assinatura –, no incremento de recursos para o Fundo Setorial do Audiovisual, na garantia de editais junto à Secretaria de Estado da Cultura, na criação da Spcine junto à Prefeitura de São Paulo, entre outras. Para potencializar o setor no mercado internacional, criou o programa Cinema do Brasil em parceria com a APEX, promovendo a participação de filmes brasileiros em festivais e apoiando ações comerciais em diversos países. O Sindicato é também responsável pelas negociações com representações de técnicos do setor, garantindo, anualmente, o equilíbrio das relações trabalhistas. Promove o Prêmio FIESP de Cinema, prestigiando a qualidade da produção paulista e nacional. Para fortalecer a produção paulista, também promove estudos, encontros e seminários abertos ao público.

http://www.siaesp.org.br

SICAV – RJ SINDICATO DA INDÚSTRIA AUDIOVISUAL

Em 1945, a pedido da Associação Profissional das Empresas Cinematográficas, foi criado o Sindicato das Empresas Cinematográficas do Rio de Janeiro que, em 30 de setembro de 1952 teve sua base ampliada para  âmbito nacional e passou a chamar-se Sindicato Nacional da Indústria Cinematográfica. Em 2000 recebe o nome de Sindicato Interestadual da Indústria Audiovisual.

http://www.sicavrj.org.br/

APRO – Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais

A APRO é uma entidade sem fins lucrativos, que representa os interesses dos produtores de obras audiovisuais (publicitárias e de conteúdo) há mais de 40 anos. Participa ativamente do desenvolvimento deste mercado em defesa dos interesses comuns. Está presente em discussões sobre novas leis, dissídios de categoria, propostas da auto-regulamentação de mercado e mecanismos que facilitem e minimizem os custos de produção. Atualmente, a APRO possui mais de 80 associados, que estão vinculados à categoria institucional. Além disso, ainda conta com associados exclusivos das plataformas FilmBrazil (internacionalização) e Objetiva (capacitação de conteúdo de marca).

http://www.apro.org.br/

Receba NossasNovidades