As inscrições para o Campus Mobile estão encerradas. Esse ano, a iniciativa de inovação e empreendedorismo do Instituto NET Claro Embratel para jovens universitários e recém-formados bateu recorde e recebeu 217 projetos de 25 estados do Brasil, totalizando 483 participantes.

“Anualmente, o Campus Mobile tem tido mais visibilidade e, por consequência, mais inscrições e projetos mais robustos. Esse ano, inovamos na criação de categorias que vão trazer iniciativas que poderão contribuir para a solução de problemas em Educação, Diversidade, Smart Cities e Smart Farms. Esse resultado de inscrições já nos deixa muito satisfeitos, pois temos certeza que, diante das centenas de inscritos, teremos as melhores soluções dentro dessa edição”, afirmou o gerente de responsabilidade social da Claro Brasil, Flavio Rodrigues.

O objetivo é que os jovens desenvolvam suas ideias e criem aplicativos relacionados a um dos temas, que beneficiem a sociedade e estimulem o desenvolvimento do país.

“Nosso público tem respondido trazendo propostas bastante sofisticadas. Temos desde Internet das coisas e inteligência artificial até empoderamento de minorias e causas de impacto social. Vai ser ótimo interagir com estas pessoas”, afirmou Alexandre Martinazzo do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), instituição parceira do concurso.

Além da LSI-TEC, o programa conta com o apoio de parceiros importantes, como Finnet, Living Lab, Sebrae, Logicalis, NEU, Poli-USP, Qualcomm, StartSe, VR Monkey, Web Para Todos e Accenture.

“A StartSe está muito feliz em apoiar o Campus Mobile. Nosso objetivo é ajudar e fortalecer o ecossistema brasileiro de startups, e ser parceiro desse projeto está de acordo com o nosso propósito. Queremos, cada vez mais, apoiar esses jovens e empreendedores desde o início de suas jornadas. Acreditamos que a transformação do Brasil passa pelo empreendedorismo”, comentou Nathália Médici, da StartSe for Good.

“Na Qualcomm, estamos constantemente pensando em maneiras de inspirar a próxima geração de inovadores, e em como contribuir com a sociedade através de projetos com impacto social positivo. Ficamos orgulhosos em colaborar com o Instituto NET Claro Embratel e com os demais parceiros do Campus Mobile que apoiam ações de empreendedorismo aliadas ao desenvolvimento social”, completou o Diretor de Desenvolvimento de Negócios da Qualcomm, Fiore Mangone.

Ainda, na categoria Educação, os mobilianos serão avaliados por um representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A instituição também vai promover feedbacks e palestras em três momentos do concurso: lives, bancas de avaliação e semana presencial.

A próxima etapa acontece em 13/12 quando a banca avaliadora vai escolher 60 projetos que seguirão para a fase presencial. Os jovens selecionados irão desenvolver suas ideias e projetos com auxílio de um ambiente virtual de aprendizagem e tutores.

Para mais informações sobre a competição, explore o site.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Geral

Confira os selecionados para a etapa de Desenvolvimento de Projetos da 7ª edição do Campus Mobile

Projetos vão receber monitoria virtual e presencial para desenvolvimento

há 5 horas
Diversidade

Estudo recomenda redesenhar aplicativos de relacionamento para combater racismo

“Algoritmos podem induzir à discriminação, intencionalmente ou não”, apontam pesquisadores

há 1 semana
Educação

Universidades da Alemanha se apoiam na inteligência artificial para criar tutores virtuais

Ambientes virtuais de aprendizagem que possuem avatares como tutores já são uma realidade no mundo. Na Universidade de Bielefeld, na Alemanha, um agente pedagógico chamado Max foi desenvolvido para atuar como um guia virtual de museus. Desde 2004, os visitantes do Heinz Nixdorf Museums Forum (HNF) podem conversar com ele sobre as exposições. “O objetivo […]

há 1 semana
Geral

Inscrições prorrogadas!

Candidatos podem cadastrar seus projetos de aplicativos para dispositivos móveis até 2 de dezembro

há 3 semanas

Receba NossasNovidades