O uso de inteligência artificial pode beneficiar as plantações de mandioca. Um time de pesquisadores norte-americanos desenvolveu uma tecnologia capaz de identificar doenças nas plantações do tubérculo. Eles usaram uma técnica de transferência de aprendizagem para ensinar a inteligência artificial a reconhecer as pragas.

Para isso, o time utilizou a TensorFlow, uma biblioteca de recurso aberto do Google com 2,756 imagens de folhas de mandioca retiradas de plantações na Tanzânia. O resultado é que tecnologia conseguiu detectar as doenças com uma precisão de 98%.

“O reconhecimento de imagens oferece uma tecnologia econômica e escalonável para a detecção de doenças. O método oferece um caminho para que essa tecnologia seja facilmente implantada em dispositivos móveis”, concluiu a engenheira de alimentos e autora do experimento, Amanda Ramcharam, em artigo científico (https://arxiv.org/abs/1707.03717).

A mandioca é a terceira maior fonte de carboidratos para a alimentação humana no mundo. Porém, o alimento é vulnerável a doenças provocadas por vírus. Novos métodos de detecção de pragas poderão ajudar a controlar o problema.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Geral

Humanização das marcas: o novo relacionamento com o cliente – Ricardo de Souza Silva (Claro Brasil)

Vídeos com mentorias online auxiliam participantes da 7a edição do programa Campus Mobile

há 3 meses
Geral

Acessibilidade Digital – Odilon Gonçalves (Movimento Web Para Todos)

Vídeos com mentorias online auxiliam participantes da 7ª edição do programa Campus Mobile

há 3 meses
Geral

IoT com Blockchain – Anton Vlassov e Paulo Aurélio da Silva (Claro Brasil)

Vídeos com mentorias online auxiliam participantes da 7a edição do programa Campus Mobile

há 3 meses
Geral

Embaixadores: Dicas para categoria Smart Farms

Vídeos com mentorias online auxiliam participantes da 7a edição do programa Campus Mobile

há 3 meses

Receba NossasNovidades