As pequenas plantas são importantes para a preservação do cerrado, segundo o recém-lançado livro “Plantas pequenas do cerrado: biodiversidade negligenciada”. O e-book está disponível gratuitamente na internet e foi coordenado pela pesquisadora do Instituto Florestal do Estado de São Paulo, Gisele Durigan, que estuda esse bioma há mais de 30 anos.

Essa vegetação pequena cobre o solo, prevenindo a erosão pela chuva ou pelo vento. Ela possui um emaranhado de raízes, facilitando a infiltração da água e garantindo a manutenção do ecossistema e dos mananciais que alimentam os rios.

De acordo com a especialista, um erro comum é atribuir o termo desmatamento apenas ao corte de árvores. No caso do cerrado, quando as plantas pequenas são erradicadas, o equilíbrio da região é rompido. Entre os desafios estão o fato de que a legislação não protege a vegetação que não tem árvores e que elas não costumam aparecer nos mapas, uma vez que as imagens de satélites nem sempre conseguem diferenciá-las de pastagens ou agricultura.

Apesar de todas as espécies já terem nomes científicos, Durigan relata que encontrou como desafio descobrir seus nomes populares. Muitas das plantas pequenas não haviam sido registradas no Estado de São Paulo ou não eram coletadas havia várias décadas.

Com Agência Fapesp

Crédito da imagem: jeilson – iStock

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Brasileiros entendem desmatamento e poluição das águas como graves ameaças, segundo pesquisa

Percepção da população aponta o cuidado com a natureza como uma responsabilidade cidadã

há 12 meses
Notícias

Banco de sementes ajudará na recuperação da Chapada dos Veadeiros

Com perda de água e alimentos, impacto para animais continua após incêndio

há 2 anos
Notícias

Brasil desmatou metade do cerrado e 20% da floresta amazônica, aponta relatório

Documento da WWF monitorou impactos ambientais no mundo de 1970 até os dias de hoje

há 10 meses
Notícias

Garimpos ilegais em terras indígenas deixam rastro de contaminação por mercúrio e malária

Nova “corrida pelo ouro” e falta de fiscalização estimulam invasões de terras demarcadas na Amazônia

há 5 dias

Receba NossasNovidades