Leonardo Valle

Como dar o destino correto a diferentes itens consumidos no dia a dia é o tema do “Manual para destinação: orientação ao consumidor sobre como e onde destinar os seus resíduos sólidos em Pernambuco”. A publicação apresenta as características dos materiais, cuidados com sua utilização e potencial risco ao meio ambiente do descarte incorreto. Foram reunidas informações sobre embalagens plásticas, vidros, equipamentos eletroeletrônicos, lâmpadas, medicamentos, óleo lubrificantes, pilhas e baterias, pneus, óleo de fritura, resíduos de construção civil, embalagens de agrotóxicos e outros.

Para os moradores de Pernambuco, o material ainda lista os locais específicos onde cada item pode ser destinado após seu uso. O manual também dialoga com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que prevê o reuso de produtos que já cumpriram sua função econômica e social.

Para estimular a logística reversa, prevista na lei federal 12.305, de 2010, a publicação traz os contatos das indústrias do setor de alumínio, papel e papelão e de embalagens de vidro, que comercializam recicláveis no Estado.

No caso das pilhas e baterias, a legislação ambiental estipula que o recolhimento do material é de responsabilidade dos estabelecimentos que comercializam o produto. São listados, no documento, 53 locais de coleta. Além disso, o manual disponibiliza também endereços e telefones de mais de 40 associações e cooperativas de catadores que atuam na coleta seletiva dos municípios das regiões metropolitana, agreste e sertão do estado.

O e-book foi elaborado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Semas), em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Com Diário de Pernambuco

Veja mais:
Saiba a importância de descartar corretamente seu computador ou celular usados

Como reciclar as esponjas de lavar louça?
Tipo de tecido determina como será o descarte correto da roupa

Crédito da imagem: Mukhina1 – iStock

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Apenas 54,8% dos municípios brasileiros possuem plano de descarte de resíduos sólidos

Pesquisa do IBGE também apontou desafios relacionados à moradia e ao transporte

há 1 ano
Notícias

Apenas 6,7% dos territórios quilombolas reconhecidos têm títulos de propriedade, aponta USP

Segundo pesquisa da universidade, disputas econômicas estão entre as causas para o não reconhecimento

há 15 horas
Notícias

Site alerta sobre focos de tensão em territórios indígenas que estão entre os mais ameaçados da Amazônia brasileira

Material reúne depoimentos de povos tradicionais e profissionais que acompanham a invasão de áreas demarcadas

há 3 dias
Notícias

Garimpos ilegais em terras indígenas deixam rastro de contaminação por mercúrio e malária

Nova “corrida pelo ouro” e falta de fiscalização estimulam invasões de terras demarcadas na Amazônia

há 3 dias

Receba NossasNovidades