Leonardo Valle

Um levantamento da ONG WWF aponta que, até outubro de 2019, foram registrados aproximadamente 8 mil incêndios na região do Pantanal, totalizando mais de 1 milhão de hectares de área queimada. A análise foi elaborada com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e mostra que os focos de incêndio estão localizados em áreas próximas a cidades, rodovias e propriedades privadas.

A queimada formou uma linha de mais de 50 km da rodovia BR-262, segundo relatos das equipes que fazem o combate no local. O fogo tem avançado rapidamente por conta da combinação de altas temperaturas e ventos fortes.

Além disso, houve um aumento de 97% do número de focos de calor – qualquer temperatura registrada acima de 47ºC, não sendo, necessariamente, um foco de fogo ou incêndio – em comparação à média dos últimos 10 anos. Contudo, houve baixa ocorrência de fontes de calor em terras indígenas e nenhuma em áreas protegidas.

Já a queimada é uma prática que utiliza o fogo de forma controlada para viabilizar a agricultura ou renovar as pastagens. Ela deve ser feita sob determinadas condições ambientais que permitam que as chamas se mantenham confinadas à área que será utilizada.

Por sua vez, incêndio florestal é o fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo ser provocado pelo homem (intencional ou negligência) ou por uma causa natural, como os raios solares.

O Pantanal é um ecossistema adaptado ao fogo. A ocorrência de incêndios na seca é de origem antropogênica (causado pelo homem de forma organizada – normalmente prevista em lei – ou desordenada) e está diretamente relacionada ao desmatamento e à reforma das pastagens.

Para o WWF, o aumento na ocorrência de incêndios pode estar vinculado à diminuição do orçamento dos órgãos de controle ambiental e ao atraso na contratação de brigadas de combate. No caso do Brasil, o orçamento brasileiro para combate a incêndios foi reduzido em 34%, de acordo com a entidade.

Com WWF 

Veja mais:
Desmatamento zero e rotação do gado ajudam pecuária a reduzir impactos ambientais
Legado de Chico Mendes, reservas extrativistas ajudaram a frear desmatamento da Amazônia
Em vídeo, indígenas do Xingu explicam como fazem para prevenir incêndios

Crédito das imagens: Sean Keuroghlian-Eaton/WWF-Brasil

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Em vídeo, indígenas do Xingu explicam como fazem para prevenir incêndios

Plantio de determinadas espécies impede a propagação do sapê, que pode alastrar o fogo

há 3 semanas
Notícias

Total de áreas queimadas na Amazônia, Cerrado e Pantanal cresceu 87% no último ano

113.743 quilômetros quadrados dos biomas foram atingidos entre janeiro e agosto de 2019

há 1 mês
Notícias

6 respostas sobre os incêndios florestais da Amazônia

ONG WWF explica causas e consequências das queimadas que se intensificaram na região

há 3 meses
Notícias

Carga mental: termo designa quando mulheres são responsabilizadas por coordenar e executar tarefas domésticas

“Elas tendem a acumular trabalhos, sem notar que exercem muitas atividades simultaneamente”, diz psicanalista

há 3 horas

Receba NossasNovidades