BM Comunicação

A sororidade pode ser entendida como a solidariedade entre as mulheres motivada pela exclusão e pela situação de inferioridade em que muitas vezes elas são colocadas nas sociedades patriarcais. O termo surgiu a partir da terceira onda do feminismo, na década de 1970, e busca estabelecer aliança entre as mulheres para combater as consequências nocivas do machismo, que permeia diferentes culturas.

Apesar de pregar a união das mulheres, o conceito não foi criado como uma estratégia para se contrapor aos homens, como muitas vezes é interpretado. “Essa é uma ideia equivocada. O feminismo é contra a submissão das mulheres a um sistema que organiza a sociedade, o patriarcado, e que tem nos colocado em um lugar de subordinação e submissão nos últimos séculos”, afirma a professora do curso de ciências sociais da PUC–SP, Carla Cristina Garcia.

Na entrevista, a pesquisadora fala da concepção do conceito de sororidade, comenta as mudanças de posicionamento em relação a ele dentro do feminismo e aborda o papel de homens e mulheres na desconstrução de comportamentos misóginos.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Estudantes participam de ação para distribuir livros em suas comunidades

Jovens aprendem sobre democracia ao se tornarem parlamentares por um dia

“Democracia precisa garantir vontade da maioria e direto das minorias”, diz cientista político

Receba NossasNovidades