BM Comunicação

Há três anos, em setembro de 2015, representantes de mais de 150 países se reuniram na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York (EUA), para discutirem propostas para a elaboração de uma agenda global de desenvolvimento sustentável. Desse encontro surgiram os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Divididos em 17 áreas, os ODS traçam metas que devem ser observadas para “acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem estar para todos, proteger o meio ambiente e enfrentar o aquecimento global”, como afirma a Nações Unidas em sua página oficial. Desde sua criação, no entanto, o Brasil pouco avançou no cumprimento dos ODS.

Um relatório produzido pelo Grupo de Trabalho da Sociedade Civil – Agenda 30 (GTSC A30), que reúne cerca de 40 instituições de diferentes setores para fazer o acompanhamento do cumprimento dos objetivos, indica que as metas estabelecidas estão longe de serem alcançadas e “aponta que o caminho trilhado nos últimos três anos pelo Brasil é incoerente” com as propostas apresentadas pelos ODS.

Na entrevista, o secretário executivo da Rede Brasil do Pacto Global – iniciativa da ONU que visa estabelecer uma rede com o objetivo de fomentar a adoção dos ODS – Carlo Pereira fala sobre os ODS e suas metas no país, além do papel desempenhado por governantes, empresas e sociedade civil.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Empreendedores de baixa renda recorrem ao microcrédito para viabilizarem seus negócios

Coletivo oferece oficinas para jovens conhecerem diferentes linguagens artísticas

“Trabalho escravo é sustentado pelo tripé: ganância, pobreza e impunidade”, diz Sakamoto

Receba NossasNovidades