Gênero cinematográfico voltado a exploração da realidade, o documentário é de grande valia quando se debruça sobre a Educação. Ao registrar práticas pedagógicas e acontecimentos sociais relevantes, eles ajudam a analisar os atuais modelos escolares e nos convidam a imaginar uma escola mais transformadora e democrática. Além disso, esse tipo de produção audiovisual geralmente dá voz e valoriza os reais protagonistas da educação no país: estudantes, professores, gestores e pesquisadores.

A seguir, conheça 10 documentários que ajudam a entender a atual realidade da educação brasileira e reforçam práticas mais inclusivas:

Lute como uma menina
O documentário conta a história das meninas que participaram do movimento secundarista que ocupou escolas no estado de São Paulo durante o ano de 2015. As estudantes foram às ruas para lutar contra um projeto de reorganização escolar imposto pelo governador, que previa o fechamento de quase cem escolas. As meninas contam suas histórias, relatam a violência da polícia militar e discutem o feminismo, o atual modelo educacional e o poder popular. Direção de Flávio Colombini e Beatriz Alonso.

Se essa escola fosse minha
O documentário apresenta as experiências e situações de violência vivenciadas por estudantes LGBT no ambiente escolar e propõe o debate sobre a discussão de gênero e orientação sexual nos planos de educação. A produção possui aproximadamente 40 minutos e foi dirigida por Fellipe Marcelino e Letícia Leotti.

Migração como direito humano: Rompendo o vínculo com o trabalho escravo
O minidocumentário é resultado do projeto “Escravo, nem pensar!”, da ONG Repórter Brasil. O programa abordou os temas da migração internacional e do trabalho escravo com 330 professores e 5.108 alunos da rede pública de educação do município de São Paulo. A produção audiovisual entrevistou alunos filhos de imigrantes, de brasileiros e educadores para relatarem os desafios de se promover um ambiente de aprendizado voltado aos direitos humanos e à integração cultural.

Meninos de palavra
O documentário traz um registro das oficinas de arte-educação realizadas pelo Projeto Educação com Arte, voltado a adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação em unidades da Fundação CASA. A produção foi concebida pelos educadores Daniela Schoeps, José Alves e Tamara Castro. A direção é do cineasta Fabrício Borges. A criminalização e o encarceramento das juventudes de baixa renda, pouca escolaridade, negra e parda são questionadas; assim como o impacto das medidas socioeducativas na diminuição de desigualdades educacionais históricas.

Quando sinto que já sei
O documentário registra práticas educacionais inovadoras que estão ocorrendo em oito cidades brasileiras e que se aproximam da participação cidadã. A obra reúne depoimentos de pais, alunos, educadores e profissionais de diversas áreas sobre a necessidade de mudanças no atual modelo de escola.

A educação proibida
A lógica da escolarização moderna é analisada e questionada a partir de 45 práticas educativas diferentes. Para isso, o documentário entrevistou 90 pessoas de oito países.

Tarja branca
Um manifesto sobre a importância da brincadeira e de se estimular um espírito lúdico – geralmente, abandonado durante a vida adulta. Escolas e educadores podem programar uma exibição do documentário utilizando a plataforma Videocamp.

Nunca me sonharam
A realidade do ensino médio nas escolas públicas do Brasil é revelada por meio de relatos de estudantes, gestores, professores e especialistas. O filme questiona o cuidado, a valorização e a qualidade da educação oferecida aos jovens numa fase de vida sensível. Escolas e educadores podem programar uma exibição do documentário utilizando a plataforma Videocamp.

Escolas ocupadas – A verdadeira reorganização
Documentário independente que busca retratar o movimento de ocupações nas escolas estaduais de São Paulo, em 2015, realizado pelos estudantes secundaristas em resposta ao plano de reorganização escolar proposto pelo Governo do Estado.

Sementes do nosso quintal
O documentário retrata o cotidiano de uma escola de educação infantil, na qual a educadora Therezita Pagani executa a proposta pensamento-em-ação. Natureza, música, arte e cultura popular marcam a rotina das crianças, que convivem entre diferentes faixas etárias. Escolas e educadores podem programar uma exibição do documentário utilizando a plataforma Videocamp.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Professores podem se inscrever em curso online gratuito sobre Internet das Coisas

As aulas incluem o ensino de programação, eletrônica básica, robótica e desenvolvimento de aplicativos

há 12 horas
Notícias

Web rádio gratuita oferece material de apoio para pais e professores da educação infantil

Ciranda da criança reúne canções sobre cores, higiene, números e cantigas de roda

há 21 horas
Notícias

7 maneiras de ajudar meninas refugiadas a frequentarem a escola, segundo a ONU

Medidas trariam vantagens para as próximas gerações de famílias que deixaram seus países

há 3 dias
Notícias

Especialistas discutem desafios da educação em série de vídeos

Desafios da escola, custo da qualidade e superação de mitos são alguns dos temas abordados

há 6 dias

Receba NossasNovidades