Sarah Fernandes

“Quando eu ensino, eu aprendo duas vezes”. É a partir dessa reflexão, já presente no imaginário da maioria dos professores, que docentes do todos os estados são convidados a compartilhar lições que tiveram com seus alunos em sala de aula, na campanha #MeuAlunoMeEnsinou. Lançada na última semana pelo projeto Criativos na Escola, seu objetivo é reconhecer e disseminar histórias que educadores vivenciaram com seus estudantes, valorizando o papel do corpo discente no processo de ensino e aprendizagem.

“A capacidade de aprendizado parte sempre da troca, do sentir e do fazer coletivo e é no encontro com o outro que a mágica acontece: professor vira aluno, aluno vira professor e todos saem cheios de novos olhares e experiências”, diz o vídeo de apresentação da campanha.

Para participar, basta postar um relato ou um vídeo no seu perfil pessoal do Facebook contando o que já aprendeu com seus alunos, marcar o perfil do Criativos da Escola e incluir na postagem a hashtag #MeuAlunoMeEnsinou. Vale, por exemplo, a proposta de solução para um problema, uma história sobre uma cultura local ou até dicas de estudos que suas turmas já compartilharam com você.

“Meu aluno(a) me ensinou que estar na escola é, por vezes, uma maneira de resistir a vida que lhe foi imposta”, compartilhou o educador Carlos Eduardo Junior. “#MeuAlunoMeEnsinou que professor erra e que tem que ter humildade para falar ‘errei’ e ‘desculpa’”, disse a docente Elenicy Augusta Barbosa Pazzinatto.

A iniciativa deve atravessar outubro, celebrando o Dia das Crianças e o Dia dos Professores. “A gente acredita que se docentes do Brasil inteiro compartilharem em suas redes sociais histórias sobre os aprendizados que tiveram com seus estudantes podemos, juntos, provocar outros processos educativos, a partir do que os alunos, sentem, pensam, criam e espalham, fortalecendo a ideia de que todas as pessoas podem contribuir para a construção de uma sociedade melhor”, complementa o vídeo de divulgação.

Veja mais:
6 livros para o professor trabalhar a afetividade na aprendizagem
O que motiva um jovem a querer ser professor?
Conhecer o perfil da classe auxilia professor a elaborar plano didático eficiente

Crédito da imagem: monkeybusinessimages – iStock

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

O legado de Florestan Fernandes para a educação

Professor e sociólogo entendia a sala de aula como instrumento para consolidar a sociedade democrática

há 5 anos
Notícias

6 livros para o professor trabalhar a afetividade na aprendizagem

Para pensador Henri Wallon, mediação pedagógica afetiva influencia relações dos alunos com conteúdos escolares

há 5 meses
Notícias

Falecida há 100 anos, Anália Franco militou pelo acesso de mulheres e negros à educação

Educadora fundou associação feminina que organizava escolas, materiais didáticos e pensava aprendizagem

há 10 meses
Notícias

7 livros sobre metodologias ativas de aprendizagem

Obras discutem formas de tornar o aluno da educação básica protagonista de seu aprendizado

há 10 meses

Receba NossasNovidades