Abandono escolar, reprovação e distorção idade-série (quando um estudante está com dois ou mais anos de  atraso na escola) são alguns dos fenômenos que atingem os alunos das redes municipais e estaduais do Brasil. Para ajudar os profissionais da educação a encontrarem estratégias para enfrentar essa realidade, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Instituto Claro lançaram o curso online Trajetórias de Sucesso Escolar.

A iniciativa é voltada para gestores de rede, gestores escolares e professores. “Não é um programa que contem esse fluxo, mas um conjunto de recomendações para que cada escola crie a sua própria estratégia”, diferenciou o chefe de educação do Unicef no Brasil, Ítalo Dutra, no lançamento da iniciativa nesta quinta-feira (31/10), em São Paulo (SP).

Dados levantados pelo Unicef, baseados nas informações do Censo Escolar 2018, mostraram desigualdades entre populações nos quesitos reprovação, abandono e distorção idade-série. Segundo Dutra, é necessário um melhor diagnóstico para enfrentar o problema.

“Um dos pontos do curso é o diagnóstico, ou seja, ouvir os alunos. Isso ajuda cada escola, município e estado a entender a sua realidade e adotar suas ações”, explicou. “Dar voz aos estudantes é fundamental. É impossível fazer estratégias para eles, sem que eles estejam juntos”, destacou.

O site Trajetórias de Sucesso Escolar também disponibiliza dados que permitem que o usuário possa identificar os recortes por região, estado, município e escolas. É possível obter números de reprovação, distorção idade-série e abandono escolar referentes a cada unidade de ensino. A iniciativa ainda disponibiliza recortes por gênero, raça, localidade e alunos com e sem deficiência que mostram as relações entre o atraso escolar e as desigualdades brasileiras.

Veja também:
Reprovação é maior entre pretos e pardos, meninos e alunos com deficiência, aponta levantamento Unicef-Claro

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Relatório aponta problemas na gestão do MEC em 2019

Comissão externa da Câmara dos Deputados destaca pouco investimento e falta de ações claras

há 1 dia
Notícias

Em vídeo, pesquisadora responde principais dúvidas sobre gamificação como estratégia pedagógica

“É como se o professor imitasse elementos dos jogos para tornar a aula engajadora”, explica

há 6 dias
Notícias

Pisa 2018 revela diferenças de gênero na aprendizagem brasileira

Meninas superam os meninos na leitura, mas possuem resultado inferior em matemática

há 1 semana
Notícias

Editora disponibiliza 18 e-books gratuitos sobre educação

Políticas, formação docente, práticas, estágio, escola do campo e diversidade são temáticas oferecidas

há 2 semanas

Receba NossasNovidades