O que os professores que ensinam matemática em qualquer etapa da educação básica esperam de uma formação continuada? Para encontrar essa resposta, o Mathema e a Rede Conhecimento Social lançaram a consulta ‘Eu Ensino Matemática: a formação continuada que quero”.

Os professores podem participar acessando o questionário online até o dia 12 de janeiro de 2018. Nele, os respondentes poderão opinar sobre sua formação atual e suas preferências no que se refere a conteúdo, formato e duração de um curso de formação continuada.

“O objetivo é considerar a visão do professor que ensina matemática a respeito das suas necessidades de formação continuada, invertendo a lógica de que alguma instituição diz ao professor o que ele deve estudar, para outra na qual ele aponta o que é necessário”, esclarece a diretora do Mathema, Kátia Stocco Smole.

“Uma parte da formação do professor se dá na universidade, mas outra acontecerá na escola. É no contato com os alunos e no exercício da profissão que o educador identifica situações novas e desafiadoras, percebe quando aquilo que estudou inicialmente já não atende mais aos alunos e a realidade da escola etc. Por isso, a formação continuada ganha tanta relevância”, defende.

 

Questões em aberto

Os resultados da consulta pública serão divulgados em março de 2018. O objetivo é que eles ajudem a apoiar políticas públicas voltadas à área. “A meta é gerar dados para apoiar ações mais focadas nas necessidades que o professor tem e para que a aprendizagem de matemática dos alunos melhore efetivamente”, justifica.

Segundo ainda a profissional, ainda há questões sobre a formação continuada do professor de matemática não respondidas. “A partir dos dados de avaliações, o Brasil julga que a responsabilidade é a má formação dos educadores. Assim, muitas instituições públicas e privadas investem em programas caros, que mobilizam professores às vezes do Brasil inteiro. Mas será que essas ações ajudam os professores a terem resultados mais efetivos? Que as políticas criadas vão ao ponto que os educadores de matemática necessitam? Quem os ouviu a respeito disso? Os educadores matemáticos de todos os segmentos têm necessidades iguais?”, questiona.

 

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Falecida há 100 anos, Anália Franco militou pelo acesso de mulheres e negros à educação

Educadora fundou associação feminina que organizava escolas, materiais didáticos e pensava aprendizagem

há 2 dias
Notícias

Artigo apresenta dilemas e possibilidades para a cultura de paz no ambiente escolar

Tema foi incluído na lei de diretrizes e bases da educação nacional em 2018

há 6 dias
Notícias

Rede estadual de São Paulo publica documentos para acolhimento de alunos imigrantes

Orientações abarcam do momento da matrícula à integração em sala de aula

há 1 semana
Notícias

E-book mostra como pesquisar documentos históricos no acervo virtual do Museu da Imigração

Publicação ajuda a esclarecer mitos relacionados aos imigrantes do século XX

há 1 semana

Receba NossasNovidades