O senador Romário (Pode-RJ) acatou uma sugestão popular para tornar o ensino de filosofia e sociologia obrigatório novamente para o ensino médio. Obrigatórias pela Lei nº 11.684/08 desde 2018, as disciplinas se tornaram optativas após a reforma do ensino médio, apresentada pelo governo do ex-presidente Michel Temer (lei nº 13.415/2017).

A SUG 20/2018 é uma iniciativa do professor Ricardo Reiter, do Rio Grande do Sul. O argumento é que as duas matérias são importantes para a formação de indivíduos politizados, autônomos e capazes de exercer seus direitos e deveres como cidadão. A sugestão afirma ainda que, a partir da filosofia, o aluno desenvolve o pensamento crítico, e que a sociologia, por sua vez, o ajuda a compreender o que é a cidadania.

O pedido alcançou o apoio de quase 140 mil pessoas no portal e-Cidadania, até o mês passado. Para que uma sugestão popular seja analisada, o mínimo exigido é de 20 mil apoios.

Para o senador, o pedido popular está alinhado com a Constituição de 1988 e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB – Lei 9.394/1996), que estabelecem três finalidades para a educação: o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. Agora, a SUG 20/2018 se tornará um projeto de lei que irá percorrer as comissões especiais do Senado antes de ser julgada em plenário.

Com Agência Senado

Veja mais:
Sociologia ainda enfrenta dificuldades para consolidar-se na escola
Debates ajudam a despertar interesse do aluno pela filosofia

Crédito da imagem: eagleotter – iStock

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Plataforma permite visita virtual a Museu de Anne Frank

Iniciativa reúne fotos do esconderijo da família da adolescente judia e dados sobre o holocausto

há 6 meses
Notícias

7 links para usar a fotografia como recurso didático

Confira experiências e projetos que utilizaram imagens no ensino de geografia, história, sociologia e artes

há 10 meses
Notícias

O legado de Florestan Fernandes para a educação

Professor e sociólogo entendia a sala de aula como instrumento para consolidar a sociedade democrática

há 5 anos
Notícias

Em vídeo, pesquisadora responde principais dúvidas sobre gamificação como estratégia pedagógica

“É como se o professor imitasse elementos dos jogos para tornar a aula engajadora”, explica

há 2 dias

Receba NossasNovidades