Conteúdos

– O imperialismo e o neocolonialismo da Grã-Bretanha;

– O fim da Primeira Guerra Mundial e o fim do Império Turco Otomano;

– O mandato britânico na Palestina e o movimento de criação de um Estado Judeu;

– As consequências do colonialismo inglês: a divisão da Palestina e a criação do Estado de Israel.

Objetivos

– Compreender o surgimento e as bases políticas, econômicas, sociais e cultuais do Imperialismo e Neocolonialismo Britânico, em finais do século XIX;

– Compreender a ocupação britânica na Palestina como resultado da política imperialista da Liga das Nações no pós-Primeira Guerra Mundial;

– Compreender as causas e os objetivos do mandato britânico;

– Compreender o mandato britânico como o início dos conflitos territoriais/religiosos entre árabes e palestinos no Oriente Médio.

1ª Etapa: Procedimentos de Leitura e Sistematização de Informações

Para garantir uma compreensão mais detalhada sobre a presença mandatária na Palestina, a partir de 1922, faz-se necessário um entendimento sobre o imperialismo e o neocolonialismo da Grã-Bretanha em finais do século XIX.

Em um primeiro momento, peça aos alunos que leiam o texto Neocolonialismo [link 5] e que grifem informações que julguem importantes nos parágrafos. Em uma segunda leitura, peça aos alunos que organizem as informações do texto em uma tabela, a partir de alguns critérios, que os ajudem a compreender o neocolonialismo da Grã-Bretanha, nosso maior interesse de estudo. Exemplo:

Os critérios acima são apenas sugestões. Outros critérios poderão ser indicados, assim como outros procedimentos que ajudem a sistematizar as ideias ou informações mais importantes do texto, tais como: esquemas, sínteses, resumos, fichamentos etc.

Depois de preenchidas as tabelas individualmente, proponha a construção de uma tabela coletiva, com a participação da sala. À medida que os critérios vão sendo preenchidos, explique os conceitos e as informações compartilhadas pelos alunos, estabelecendo relações e sentidos, aproveitando para tirar as dúvidas que surgirem.

2ª Etapa: Leitura Orientada de Documento Histórico e Produção de Textual

Depois da leitura e da elaboração da tabela, divida a sala em grupos – mínimo de 3 e máximo de 5 alunos -, e disponibilize o texto Mandato sobre a Palestina – 1922 [6], fazendo uma introdução do contexto histórico-social de produção do documento, a partir de uma pequena aula expositiva. Nessa contextualização, alguns temas são importantes:

I. A Declaração de Balfour – (1917): carta que demonstra a relação da Grã-Bretanha com o movimento sionista e sinaliza os seus interesses para com a Palestina, no sentido de criar um Estado Judeu:

“Caro Lord Rothschild,

Tenho o grande prazer de endereçar a V. Sa., em nome do governo de Sua Majestade, a seguinte declaração de simpatia quanto às aspirações sionistas, declaração submetida ao gabinete e por ele aprovada:

O governo de Sua Majestade encara favoravelmente o estabelecimento, na Palestina, de um Lar Nacional para o Povo Judeu, e empregará todos os seus esforços no sentido de facilitar a realização desse objetivo, entendendo-se claramente que nada será feito que possa atentar contra os direitos civis e religiosos das coletividades não-judaicas existentes na Palestina, nem contra os direitos e o estatuto político de que gozam os judeus em qualquer outro país.

Desde já, declaro-me extremamente grato a V. Sa. pela gentileza de encaminhar esta declaração ao conhecimento da Federação Sionista.”

[Arthur James Balfour]

II. A Primeira Guerra Mundial e suas consequências para o Império Turco Otomano.

Depois dessa contextualização, oriente os grupos quanto à leitura do documento:

– Eleger um membro do grupo para fazer a leitura de cada parágrafo do texto em voz alta. Reler, caso seja necessário;

– Os demais deverão registrar as ideias principais de cada parágrafo, para depois ser compartilhada;

– Anotar palavras desconhecidas para serem pesquisadas no dicionário à posteriori – afim de formar um glossário do documento.

– Por fim, construir um pequeno texto explicativo sobre o documento, retomando informações desenvolvidas na aula expositiva: imperialismo/neocolonialismo, movimento sionista e consequências da Primeira Guerra Mundial.

Delimite as páginas entre 15 e 20 linhas, para desafiá-los a escrever um texto mais objetivo, sintético. Algumas perguntas orientadoras poderão ser disponibilizadas:

a) Quem é o autor do documento?

b) Qual o assunto central?

c) O que ele define e/ou defende?

d) Qual a relação do conteúdo do documento com o movimento sionista?

e) De quê forma podemos afirmar que esse documento está intimamente ligado ao imperialismo e aos resultados da Primeira Guerra Mundial?

Essa atividade tem por objetivo auxiliar a leitura de documentos históricos, ao potencializar a identificação das informações ou conceitos-chaves (estruturantes) em detrimento a informações acessórias, assim como o desenvolvimento de explicações sintéticas.

Depois das produções textuais, crie uma dinâmica em que os textos sejam rodiziados nos grupos. Ao recebe-los, os grupos deverão elaborar uma crítica (o que ficou bom e o que não ficou: construção do texto, palavras e conceitos utilizados, a explicação, a ortografia, coerência, coesão etc.) e levantar perguntas, caso houver necessidade. Dessa forma, garante-se que todos os grupos leiam todos os textos e participem de sua reelaboração. Antes desta, o professor deverá ler cada produção, assim como as críticas registradas e sinalizar aos grupos as mudanças que precisarão ser feitas.

Depois de entregues as reelaborações, os textos poderão ser publicados em um blog (confira no tutorial como criar o seu), já que o tema carece de materiais e ou publicações na internet. Outros materiais também podem ser anexados, tais como imagens, mapas, documentos históricos, vídeos, textos (visão) dos palestinos e dos israelenses sobre o mandato etc.

3ª Etapa: Sistematização do Conteúdo – Exibição de Vídeo

Para finalizar a sequência didática, exiba o vídeo Oriente Médio: Conflitos na Palestina [link 7] e oriente os alunos a registrarem as informações que julgarem importantes, principalmente as consequências do mandato britânico ao povo palestino. Proponha, depois do vídeo, uma reflexão/debate em torno dessa frase do historiador Benedetto Croce:

“A cultura histórica tem o objetivo de manter viva a consciência que a sociedade humana tem do próprio passado, ou melhor, do seu presente, ou melhor, de si mesma.”

Com essa proposta, objetiva-se uma reflexão sobre a teoria da História, as rupturas e permanências, as continuidades e descontinuidades, os processos de longa duração, tendo como pano de fundo o atual conflito entre palestinos e israelenses.

Materiais Relacionados

1 – GOMES, Aura R. A questão da Palestina e a Fundação do Estado de Israel. São Paulo: Universidade de São Paulo, Tese de Mestrado – Ciência Política – Orientação: Prof. Dr. Leonel Itaussu Almeida Mello, 2001;

2 – LISSOVSKY, A. 2000 anos depois: o renascimento de Israel. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2009. “A palestina sob mandato (os primeiros anos)”. pp. 153-164.

3 – “O Conflito Israel-Palestina: Origens, desdobramentos e tentativas de resolução” – Cursos USP: Curso de pós-graduação [Primeiro semestre de 2015] – Professor: Peter Robert Demant;

4 – “Mandato para a Palestina e memorando do governo britânico sobre a candidatura à Transjordânia” – Documento Oficial – Memória do Mundo da UNESCO (2010);

5 – Texto “Necolonialismo” – História do Mundo – publicado por Rainer Gonçalves;

6 – Documento “Mandato sobre a Palestina – 1922” – Biblioteca Virtual dos Direitos Humanos – USP;

7 – Vídeo “Oriente Médio | Conflitos na Palestina – Prof. Arlene Clemesha” – Jornal Hoje – 24/03/2011.

Arquivos anexados

  1. HIST_GEO_ColonialismoeMandatoBritanico

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Abolição da escravatura no Brasil

Material possibilita estudar o assunto como resultado de processo envolvendo diversos agentes e fatores

Avatar Autor: Suzane Jardim

Question Tags

Aprenda dicas, casos especiais e exceções para utilizar esses complementos da língua inglesa

Avatar Autor: Leonardo Moreno Domingues

Pluralidade cultural e beleza

Material permite estudar padrões de estética de diferentes tempos, regiões e sociedades

Avatar Autor: Suzane Jardim

A matemática na localização de terremotos

Compreenda o uso do sismógrafo para encontrar o epicentro de abalos sísmicos

Avatar Autor: Amanda Oliveira Calazans

Receba NossasNovidades