Para encantar e mudar um cenário de apatia e de indisciplina, relato o projeto que utilizou o Facebook para estreitar relação com os alunos e o desenvolvimento de um jornal escolar on-line utilizando uma Wiki – sistema colaborativo de construção de conteúdo, para torná-los protagonistas, encantá-los e alcançar resultados de aprendizagem e construir valores.
 

A experiência a seguir teve como público-alvo um total de 34 alunos, com faixa etária entre 13 e 15 anos, de uma turma de oitavo ano da E. M. Maestro Pixinguinha, localizada em uma comunidade carente da cidade do Rio de Janeiro, denominada “Morro do Juramento”.

No início de 2013 assumi a regência dessa turma. O diagnóstico inicial foi o pior possível: alunos apáticos quanto às atividades propostas, alguns apresentando sérios problemas disciplinares, uma produção textual, capacidade de refletir e de se expressar em relação ao mundo muito aquém do esperado para a série. Na sala de aula percebi vários alunos focados em celulares e o primeiro impulso foi o de inibir, entretanto aquela situação me chamou atenção para uma possibilidade: por que não utilizar espaços virtuais, onde os alunos já estão e pelos quais tanto se interessam, para levar o conteúdo da aula para além do espaço físico escolar?

Voltei-me para o planejamento das aulas e, ao analisar o currículo, identifiquei que todos os elementos que fazem parte de um jornal estavam presentes no material didático enviado pela Secretaria de Educação: crônicas, carta do leitor, entrevistas, manchetes, etc. Resolvi então criar uma estratégia para estimular a participação dos alunos, aumentar sua autoestima, estreitar a relação, torná-los protagonistas do processo e me aventurar pelo espaço virtual.

O projeto consistia em construir um jornal escolar on-line utilizando a ferramenta Wiki – um sistema colaborativo de construção de conteúdo. A primeira ação foi convidar os alunos para que “curtissem” minha página no Facebook com o intuito de provocar discussões e até mesmo divulgar a participação nas aulas com postagens e fotos. Para a elaboração do jornal, contei com o auxílio de alunos do Mestrado e Doutorado em Tecnologia da UFRJ, que customizaram o sistema para o projeto.

O envolvimento foi emocionante! De repente via alunos entrevistando merendeiras, equipe de limpeza, pais, investigando problemas e indagando soluções, testando logins e senhas da Wiki, enviando e-mails com dúvidas e combinando encontros. O resultado foi além do esperado e tive a grata satisfação de perceber que é possível fazer algo motivador e que, com visão de futuro, ouvindo e percebendo os alunos e com muito entusiasmo para encantar, é possível mudar cenários.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Receba NossasNovidades