O projeto “Deseducadores” foi realizado durante o ano de 2010 com o objetivo de fazer os alunos com posturas agressivas refletirem sobre suas atitudes. O formato escolhido foi o de flash mobs, que são mobilizações relâmpago. Este formato possui um forte apelo à juventude, pois ele é moderno, ágil e sem imposições. Como o projeto foi desenvolvido em conjunto com os estudantes, eles criaram toda a parte visual do projeto e se autointitularam “Deseducadores”, porque acreditavam que a educação em geral era pautada no preconceito e na violência.

Todos os flash mobs foram pensados e executados pelos alunos envolvidos, juntamente com a professora. Dentre as mobilizações relâmpago que foram realizadas, destaco 4: 1. “Performance de agressão” Objetivo: verificar como os alunos reagiriam a uma cena de preconceito e agressão a duas alunas lésbicas e um aluno negro. Ação: 2 alunas se beijam no pátio da escola e os outros começam a agredi-las verbalmente. Um “Deseducador” negro ao defendê-las também é agredido. Em seguida, todos os levantam, ao mesmo tempo, cartazes com notícias trágicas envolvendo bullying. 2. “Eu gosto de você do jeito que você é”. Objetivo: mostrar que o amor não depende de atributos físicos ou sociais. Ação: todos saíram pela escola oferecendo abraços e falando “eu gosto de você do jeito que você é”.

3. “Dia mundial das pessoas com necessidades especiais” Objetivo: fazer com que os alunos experimentassem o que era viver com uma deficiência e, ao mesmo tempo, ver como as outras pessoas reagiriam à convivência com estas pessoas. Ação: todos simularam alguma deficiência e, nessas condições, foram para suas aulas, obrigando professores e colegas a rever sua forma de agir. 4. “Você me vê?” Objetivo: mostrar como alguns grupos sociais são invisibilizados pela sociedade. Ação: durante o primeiro intervalo todos se vestiram de mendigos com uma placa escrita “você me vê?”. No intervalo seguinte, voltaram caracterizados como personagens valorizados pela sociedade. Os novos cartazes diziam: “E agora, você me vê?”. O objetivo inicial do projeto não foi alcançado. No entanto, os “Deseducadores” promoveram uma mudança mais significativa: houve um empoderamento dos grupos desvalorizados na escola, uma vez que estes se viram representados nos flash mobs, além de terem descoberto nestes uma forma de serem ouvidos. Vídeo do projeto: http://www.youtube.com/watch?v=xs-46BNMFUw MARIANA MARLIÈRE LÉTTI CENTRO DE ENSINO MÉDIO ASA NORTE – BRASÍLIA/DF

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Receba NossasNovidades