O interesse em realizar a experiência emergiu de minhas observações, como gestora de uma escola pública da rede municipal de Sorocaba, a qual foi implantado o Programa Escola em Tempo Integral. A experiência ocorreu no ano de 2012 com 120 alunos de quintos anos do ensino fundamental. A proposta do Projeto foi analisar se as práticas educomunicativas- educação e comunicação com o uso das mídias e tecnologias na escola- vinham possibilitar o desenvolvimento de diferentes linguagens e promover a inserção do aluno como receptor e produtor do conhecimento na escola, sendo protagonista de suas ações.

O Projeto “Memória Local” teve dentre seus objetivos: promover o diálogo entre a escola e a comunidade, tornando os alunos agentes da história do seu município, resgatar e disseminar a memória e a cultura local dos alunos, por meio da utilização de tecnologias, visando à construção da história oral, da memória viva e coletiva; valorizar a leitura, a escrita, a diversidade cultural e principalmente a história de cada pessoa que faz parte da comunidade. O aluno teve acesso à cultura local através da coleta de informações e relatos de pessoas consideradas destaques na comunidade, tendo oportunidade de reconhecer, valorizar e disseminar a história de vida dessas pessoas. Como resultados obtidos o projeto veio contribuir efetivamente à aprendizagem significativa e à inserção social e digital dos alunos que foram contemplados pela modalidade de ensino integral.

Pode-se verificar que as práticas educomunicativas possibilitaram aos alunos o direito de oportunidades, a inclusão social e digital, dentro de um panorama de equidade e justiça social. Essa verificação aconteceu de várias formas: observação do planejamento do professor, acompanhamento das aulas e das oficinas realizadas no programa bem como das práticas desenvolvidas com o uso das mídias e tecnologias. A partir dos depoimentos coletados através de entrevistas orais e depoimentos escritos foi produzido um texto coletivo sobre a história de vida dos depoentes que ficou registrado em um produto final do projeto que foi a confecção de um livro artesanal. A integração das mídias e tecnologias no ambiente escolar como meio de concretização de práticas promotoras da inclusão social, digital e do exercício da cidadania, fortaleceu a realização da experiência bem como instigou a continuidade da mesma. Sandra Antonia Convento de Moura Ferraz Escola Municipal Profª Maria Domingas Tótora de Góes – Sorocaba SP

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Receba NossasNovidades