A 6ª edição do programa Campus Mobile chegou ao fim. Na última etapa da competição, os mobilianos viajaram para o Vale do Silício (Califórnia, EUA), onde participaram de imersões em algumas das maiores empresas de tecnologia e inovação do planeta.

Durante uma semana, os vencedores, idealizadores dos projetos OPA (Juke Fiesta), Raks e Vivros, estiveram nos escritórios do Facebook, Twitter e Google, além de visitarem a Universidade de Stanford, o Consulado do Brasil em San Francisco, a Udacity, conhecida como Universidade do Silício e referência em cursos tecnológicos, e a Start-Se.

De acordo com os jovens, as visitas foram momentos de muito aprendizado e irão auxiliar no desenvolvimento de suas iniciativas. “Mais que desenvolver ideias, é preciso executá-las. Pense na globalização do seu produto e não tenha medo de errar no meio do caminho. Se isso acontecer, reveja seu planejamento e siga em frente”, diz o Rafael Cadaval, do projeto OPA (Juke Fiesta).

A viagem também é uma oportunidade para que os ganhadores façam contatos, apresentem suas propostas e coletem informações para incrementarem seus aplicativos. Durante a imersão, eles puderam acompanhar o dia a dia e entender a dinâmica das organizações visitadas.

Para Fabiane Kuhn, uma das idealizadoras do Raks, é preciso saber como apresentar as propostas. “Quando falávamos que nosso projeto estava ligado à agricultura, as pessoas não se importavam. Mas, ao falarmos em aumento na produção de alimentos, nossa apresentação começou a chamar a atenção”, diz a empreendedora, que está em contato as empresas americanas Berkeley Skydeck e Terra Rabobank and RochetSpace, que se interessaram por seu produto.

Para Rafael Imamura, do projeto Vivros, ao lado de seus amigos Rafael Bueno e Daniela Marques, uma das premissas para um aplicativo de sucesso é que ele atenda a todos. “A diversidade precisa ser uma ferramenta global para alcançar o público. É preciso conhecer o seu cliente e saber como ele pensa. Além disso, o impacto do seu produto vai muito além da receita”, comentou Imamura, que concordou com Cadaval, de que uma iniciativa executada vale mais do que deixar o projeto apenas no papel.

Visita dos mobilianos ao escritório do Twitter, no Vale do Silício (créditos: divulgação)

 

Conversa com executivos

Na volta ao Brasil, os ganhadores da competição foram recebidos, na última semana, na sede da Claro Brasil, em São Paulo (SP). O encontro foi mediado por Felipe Leal, da Start-se, empresa que provê tecnologias e serviços para informar, educar e conectar as pessoas. Na conversa, os jovens que chegavam do Vale do Silício compartilharam as impressões sobre a viagem e os executivos contribuíram com suas experiências no mercado de trabalho.
Fique de olho nas redes do Instituto NET Claro Embratel e não perca as informações sobre a nova edição do programa, que serão divulgadas em breve.

Encontro dos vencedores do Campus Mobile com executivos da Claro Brasil (créditos: divulgação)

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Campus Mobile abre inscrições para a 7ª edição e traz novas categorias

Programa incentiva jovens estudantes a criarem soluções para a sociedade por meio da tecnologia móvel

há 2 meses
Notícias

Confira os selecionados para a etapa de Desenvolvimento de Projetos da 7ª edição do Campus Mobile

Projetos vão receber monitoria virtual e presencial para desenvolvimento

há 6 horas
Notícias

Campus Mobile encerra período de inscrições com recorde de participações

Sétima edição do concurso recebeu 217 projetos de 25 estados

há 1 semana
Notícias

Empreendedorismo, tecnologia e protagonismo jovem são tema de palestra no programa Dupla Escola

Objetivo é sensibilizar alunos e gerar inspiração para carreiras ligadas a ciência e engenharia

há 6 meses

Receba NossasNovidades