A 6ª edição do programa Campus Mobile chegou ao fim. Na última etapa da competição, os mobilianos viajaram para o Vale do Silício (Califórnia, EUA), onde participaram de imersões em algumas das maiores empresas de tecnologia e inovação do planeta.

Durante uma semana, os vencedores, idealizadores dos projetos OPA (Juke Fiesta), Raks e Vivros, estiveram nos escritórios do Facebook, Twitter e Google, além de visitarem a Universidade de Stanford, o Consulado do Brasil em San Francisco, a Udacity, conhecida como Universidade do Silício e referência em cursos tecnológicos, e a Start-Se.

De acordo com os jovens, as visitas foram momentos de muito aprendizado e irão auxiliar no desenvolvimento de suas iniciativas. “Mais que desenvolver ideias, é preciso executá-las. Pense na globalização do seu produto e não tenha medo de errar no meio do caminho. Se isso acontecer, reveja seu planejamento e siga em frente”, diz o Rafael Cadaval, do projeto OPA (Juke Fiesta).

A viagem também é uma oportunidade para que os ganhadores façam contatos, apresentem suas propostas e coletem informações para incrementarem seus aplicativos. Durante a imersão, eles puderam acompanhar o dia a dia e entender a dinâmica das organizações visitadas.

Para Fabiane Kuhn, uma das idealizadoras do Raks, é preciso saber como apresentar as propostas. “Quando falávamos que nosso projeto estava ligado à agricultura, as pessoas não se importavam. Mas, ao falarmos em aumento na produção de alimentos, nossa apresentação começou a chamar a atenção”, diz a empreendedora, que está em contato as empresas americanas Berkeley Skydeck e Terra Rabobank and RochetSpace, que se interessaram por seu produto.

Para Rafael Imamura, do projeto Vivros, ao lado de seus amigos Rafael Bueno e Daniela Marques, uma das premissas para um aplicativo de sucesso é que ele atenda a todos. “A diversidade precisa ser uma ferramenta global para alcançar o público. É preciso conhecer o seu cliente e saber como ele pensa. Além disso, o impacto do seu produto vai muito além da receita”, comentou Imamura, que concordou com Cadaval, de que uma iniciativa executada vale mais do que deixar o projeto apenas no papel.

Visita dos mobilianos ao escritório do Twitter, no Vale do Silício (créditos: divulgação)

 

Conversa com executivos

Na volta ao Brasil, os ganhadores da competição foram recebidos, na última semana, na sede da Claro Brasil, em São Paulo (SP). O encontro foi mediado por Felipe Leal, da Start-se, empresa que provê tecnologias e serviços para informar, educar e conectar as pessoas. Na conversa, os jovens que chegavam do Vale do Silício compartilharam as impressões sobre a viagem e os executivos contribuíram com suas experiências no mercado de trabalho.
Fique de olho nas redes do Instituto NET Claro Embratel e não perca as informações sobre a nova edição do programa, que serão divulgadas em breve.

Encontro dos vencedores do Campus Mobile com executivos da Claro Brasil (créditos: divulgação)

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Programa Campus Mobile anuncia os finalistas da 7ª edição

Próxima etapa da iniciativa envolve o cumprimento de metas para aperfeiçoamento dos projetos

há 8 meses
Notícias

Campus Mobile abre inscrições para a 7ª edição e traz novas categorias

Programa incentiva jovens estudantes a criarem soluções para a sociedade por meio da tecnologia móvel

há 11 meses
Notícias

Viagem ao Vale do Silício encerra 7ª edição do programa Campus Mobile

Jovens vencedores estiveram na Claro para compartilhar as experiências da imersão

há 4 dias
Notícias

Confira os selecionados para a etapa de Desenvolvimento de Projetos da 7ª edição do Campus Mobile

Projetos vão receber monitoria virtual e presencial para desenvolvimento

há 9 meses

Receba NossasNovidades