As inscrições para a 8ª edição do programa Campus Mobile estão abertas, e o concurso está de volta com novidades. Em sua maior edição até aqui, a competição conta com duas novas categorias – Games e Saúde –  além das já conhecidas Educação, Diversidade, Smart Farms e Smart Cities.

O programa é voltado para universitários e recém-formados e tem como objetivo estimular que os jovens desenvolvam soluções para transformar a sociedade por meio de aplicativos, produtos e serviços de telefonia móvel que promovam impacto social e benefícios à população.

Conheça as categorias:

  • Educação: ideias inovadoras para dispositivos móveis que promovam e aprimorem a aprendizagem dentro e fora da escola, o contexto escolar ou o interesse pelos estudos, impactando estudantes, docentes, gestores e pais;
  • Diversidade: produtos e serviços que contribuam com empoderamento, redução de discriminação e promoção dos direitos de mulheres e minorias. Projetos nas temáticas racial, sexualidade, direitos humanos e inclusão da pessoa com deficiência são encorajados a se inscrever nesta categoria, embora não sejam os únicos temas de interesse;
  • Smart Cities: projetos que tornem as atividades em centros urbanos mais eficientes e melhorem a vida de seus habitantes, aprimorando aspectos do cotidiano como moradia, mobilidade, lazer, trabalho e cidadania, entre outros;
  • Smart Farms: iniciativas que contribuam para melhorar a vida dos habitantes em regiões rurais e suas atividades econômicas como produção agropecuária, turismo ecológico, extrativismo sustentável e outras; também envolve projetos tecnológicos para agregação de valor em comunidades remotas;
  • Saúde: soluções voltadas diretamente ao bem-estar físico e mental das pessoas; bem como produtos e serviços para dar apoio a profissionais ou instituições de saúde;
  • Games: jogos inovadores para plataformas móveis (2D, 3D, realidade aumentada, realidade virtual ou baseados em localização) ou jogos físicos apoiados/mediados por aplicativos móveis.

 

Com as novas categorias, a intenção é aumentar o alcance da competição e atrair mais jovens que querem uma oportunidade de desenvolverem suas ideias. Outra novidade é que a iniciativa também terá, como parceiro, o Be On, hub de inovação da Claro.

Para esta edição, a vice-presidente de projetos do Instituto Claro, Daniely Gomiero, faz um pedido especial. “Eu gostaria que vocês, mulheres, se inscrevessem e participassem porque a visão de mundo de vocês é extremamente importante”.

Serão seis projetos vencedores, um de cada categoria, que receberão um prêmio em dinheiro e uma viagem de imersão ao Vale do Silício, nos Estados Unidos.

O Campus Mobile é uma iniciativa da Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), com apoio do Laboratório de Sistemas Integráveis da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (LSI-USP) e patrocínio do Instituto Claro.

Para saber mais, leia o regulamento do Campus Mobile.

Conheça as etapas do programa

1 – Inscrição dos projetos (individuais ou em equipes de até três integrantes)

2 – Divulgação dos selecionados;

3 – Semana Presencial na USP: desenvolvimento dos projetos e seleção dos finalistas de cada categoria;

4 – Finalização dos projetos e divulgação do ganhador de cada categoria;

5 – Viagem de imersão dos vencedores para o Vale do Silício, em São Francisco (EUA) nos Estados Unidos.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Diversidade

Categoria Diversidade estimula projetos que combatem discriminação

Tecnologia pode ajudar a reduzir índices de violência contra mulheres e negros

há 2 semanas
Games

Categoria Games: jogos auxiliam no aprendizado em sala de aula

In Situ e Tríade trabalham conteúdos de disciplinas de forma lúdica e dinâmica

há 1 mês
Saúde

Categoria Saúde busca soluções para democratizar o acesso a médicos e diagnósticos de tratamentos

Objetivo é encontrar ideias com potencial de transformação que contribuam para inclusão e igualdade

há 1 mês
Educação

Categoria Educação busca projetos que estimulem soluções instigantes para alunos e professores

Brasil ainda luta com índices alarmantes de analfabetismo. Tecnologia pode ser grande aliada nesse combate

há 4 semanas

Receba NossasNovidades