Leonardo Valle

Os nativos do território indígena do Xingu (TIX), sempre usaram fogo para suas atividades diárias. Em 2010, as chamas manejadas de maneira tradicional saiu do controle e queimou aproximadamente 300 mil hectares. Desde então, os povos da região adaptaram suas práticas, trabalhando para impedir novos incêndios. Além disso, eles também se mobilizam para tentar enfrentar a crise climática.

No vídeo “No Território Indígena do Xingu (TIX), a meta é incêndio zero”, do Instituto Socioambiental (ISA), o povo tradicional Inkpeg explica como faz para manejar o fogo em suas práticas. Entre as medidas, está o plantio de árvores que impedem o sapê – uma gramínea altamente inflamável e que contribui para o alastramento das chamas – de crescer. Após anos sem fogo, a floresta começou a se regenerar.

Os indígenas também atribuem o aumento das queimadas à devastação das florestas e ao aquecimento global. “Quando meu pai queimava a roça, o fogo só comia o que estava derrubado, e não entrava no mato, porque a umidade dentro da mata ainda era grande”, diz o chefe do esquadrão da brigada Prevfogo, Antenu Ikpeng.

“O fogo não é mais o mesmo. Eles (as gerações anteriores) contavam que o fogo não se alastrava”, explica a liderança do povo Ikpeng, Magaró Ikpeng, no vídeo.

Veja mais:
Garimpos ilegais em terras indígenas deixam rastro de contaminação por mercúrio e malária
Mudança na demarcação de terras prejudicará indígenas e quilombolas, para entidades do setor

Crédito da imagem: print do vídeo “No Território Indígena do Xingu (TIX), a meta é incêndio zero”

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Pantanal registra 8 mil incêndios e 1 milhão de hectares queimados em 2019

ONG WWF aponta ação humana relacionada ao desmatamento e reforma de pastagens como causa

há 1 mês
Notícias

Total de áreas queimadas na Amazônia, Cerrado e Pantanal cresceu 87% no último ano

113.743 quilômetros quadrados dos biomas foram atingidos entre janeiro e agosto de 2019

há 2 meses
Notícias

Documentário feito por indígena resgata trajetória do povo Nawa, que chegou a ser considerado extinto

Produção aborda da exploração dos tempos dos seringais até atual vida em contexto urbano

há 6 dias
Notícias

Indígenas do Rio Negro lançam marca coletiva de artesanato para gerar renda para mulheres

Cerâmicas, colares, bolsas, brincos, braceletes e cestarias de 23 etnias estão entre os produtos comercializados

há 2 meses

Receba NossasNovidades