Contar histórias por meio de desenhos, bonecos e movimento. Os filmes de animações podem ser bons instrumentos de trabalho em sala de aula por refletiram questões comportamentais, culturais e sociais de seu tempo. A seguir, conheça dez planos de aula, com foco em filmes de animação, para o ensino fundamental e médio. Eles ainda estimulam os estudantes a compreenderem a animação como uma forma de expressão simbólica e a aprenderem sobre os diferentes processos de criação utilizados nesse tipo de produção. Confira! 

O curta metragem de Cao Hamburger e Eliane Fonseca (1986) é uma ótima oportunidade para discutir gêneros do cinema, preconceitos e conflitos culturais. Frank – o protagonista da história – é uma criatura diferente, nascida ao som da música "Singing in the rain”. Certo dia, ele decide partir em busca da sua felicidade. Os estudantes podem ainda conhecer a técnica de stop motion e seu uso em filmes de animação. “Frankenstein Punk” tem 12 minutos e foi o grande premiado do Festival de Gramado de 1986. 
 
Paulino é um inventor que cria soluções para os problemas de seus vizinhos, os moradores da Rua das Tulipas. Até que ele descobre que faltava realizar o sonho de uma pessoa. A animação, de apenas dez minutos, é dirigida por Alê Camargo e estimula a reflexão sobre a relação entre ciência, tecnologia e a realização de sonhos. Também permite abordar as grandes invenções da humanidade e o papel social do cientista.

Triste pela ausência do pai, um menino abandona a sua aldeia para descobrir um universo fantástico, no qual máquinas-bichos e seres estranhos se fazem presentes. Recomendada para alunos do ensino médio, a animação de Alê Abreu pode render discussões sobre trajetórias familiares e sua relação com o cenário social de desigualdades. A dica é apostar em uma atividade transdisciplinar, uma vez que o pano de fundo da cultura latino-americana presente no filme pode dialogar com disciplinas como história, geografia, sociologia e filosofia. “O Menino e o Mundo” foi a primeira animação brasileira indicada ao Oscar, em 2016. 
 
Franjinha constrói uma máquina do tempo com moléculas dos quatro elementos da natureza: ar, água, fogo e terra. Porém, um acidente faz com que os elementos sejam enviados para épocas distintas, cabendo à Turma da Mônica resgatá-los. Por meio da animação, os estudantes do ensino fundamental I podem ser convidados a pensar sobre tempo histórico e cronologia, assim como consciência ambiental. Disciplinas como artes, ciências e língua portuguesa são combinadas nessa empreitada. 
 
A animação produzida pela Disney-Pixar narra a história de Carl Fredricksen, um velho vendedor de balões que está prestes a perder a casa na qual viveu com sua falecida esposa e ser transferido para um asilo. Ele decide, então, fugir amarrando sua residência aos milhares de balões. Contudo, descobre que o seu vizinho Russell, de oito anos, embarcou junto.
 
O relacionamento entre pessoas de gerações diferentes e o envelhecer são dois aspectos importantes que podem ser resgatados a partir do filme, indicado principalmente para alunos do ensino fundamental II. Já o funcionamento dos balões e as leis da gravidade podem ser explorados para a aprendizagem de física. 
 
O curta metragem de 22 minutos dialoga com “Up – Altas Aventuras”. Ele revela as viagens pela América Latina que serviram de inspiração para criar as animações do filme. Assim, os estudantes podem se aprofundar sobre a geografia da América do Sul, especialmente a da Venezuela. Vale, ainda, discutir a história da Venezuela e sua relação com os países latinos, além de abordar os profissionais que constroem coletivamente os filmes de animação.
 
Esta animação francesa de 1980 mostra três inventores que criaram belas máquinas. Porém, quando eles as levam a público, suas invenções são rejeitadas. O plano de aula tem como objetivo abordar com alunos do fundamental I as mudanças políticas, sociais e tecnológicas que enfrentaram resistências e perseguições ao longo da história. Além disso, ajuda a despertar o interesse por inventores e seus processos que contribuíram para a evolução da humanidade.
 
Uma turma de crianças bagunceiras é “punida” com a visita a um museu, onde um guia diferente os apresenta o "Livro da Vida". Uma das histórias presentes na publicação fala das tradições mexicanas e envolve três mundos. A cultura mexicana, sua relação peculiar com a morte e a condição feminina na sociedade são temas a serem explorados por esse plano de aula, que pode aliar história, artes, língua espanhola e língua portuguesa. Ele é recomendado a alunos do ensino fundamental I e II. 
 
A animação de oito minutos é baseada nos poemas de Manoel de Barros, no qual a brincadeira com as coisas e as palavras constroem imagens poéticas e inusitadas. O curta é uma ótima ferramenta para apresentar às crianças do ensino fundamental a poesia do autor e outros poetas, assim como discutir o papel da imaginação na criação de brincadeiras e a função das metáforas. 
 
A animação de 1935, produzida por Walt Disney, mostra o amor entre a princesa da “Terra da Sinfonia” (um violino) e o príncipe da “Ilha do Jazz” (um saxofone). O professor de educação artística pode utilizar o filme para apresentar diversos instrumentos musicais e sua forma de funcionamento; distinguir o grave do agudo e ainda aprofundar os conceitos da cultura musical a partir do jazz e da música erudita.
 
Veja também: 
 
 

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Cartilha digital atualiza informações sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente

Além de abordar a educação, ECA estipula outros direitos infanto-juvenis que devem ser respeitados

há 18 horas
Notícias

Ufscar lança Dicionário de Educação e Tecnologias e Educação a Distância

Publicação traz termos mapeados na literatura especializada, eventos e práticas pedagógicas da área

há 23 horas
Notícias

7 documentários e séries para ajudarem no vestibular

Produções audiovisuais abordam momentos históricos e dialogam com questões da atualidade

há 2 dias
Notícias

Dica de português: desse ou deste?

Conheça as regras para utilizar corretamente essas duas palavras

há 3 dias

Receba NossasNovidades