Escrito em seis dias pelo autor Mário de Andrade e publicado em 1928, Macunaíma é considerado um clássico do modernismo brasileiro. A obra é fruto de uma intensa pesquisa do escritor sobre a cultura popular e, por meio de um herói às avessas, discute a identidade nacional e o projeto de Brasil existente naquele período.

“Macunaíma: o herói sem nenhum caráter” também foi transformado em filme, pelas mãos de Joaquim Pedro de Andrade, em 1969, e se tornou personagem de peças teatrais. A obra, ainda, completou 90 anos de publicação em 2018. Confira, a seguir, sete links que ajudam a melhor compreendê-la.

Plano de aula: Macunaíma
O plano de aula elaborado pela professora Cláudia Mogadouro é voltado para ensino médio e aborda o modernismo. Seus objetivos são conhecer esse momento brasileiro na literatura e o Cinema Novo; pensar a história do Brasil a partir das diferentes matrizes culturais que a conformam, discutindo os limites entre o mito e a história e construir uma narrativa de um anti-herói contemporâneo, baseada no personagem Macunaíma.

Café Filosófico – Macunaíma e o enigma do herói às avessas
Em palestra para o projeto Café Filosófico, do Instituto CPFL, o músico e professor de literatura brasileira da Universidade de São Paulo (USP) José Miguel Wisnik relaciona o herói sem nenhum caráter ao mal-estar vivido pela civilização.

Rádio USP – Coluna de Ricardo Alexino Ferreira
Qual a importância de Macunaíma para a cultura brasileira? Segundo o professor da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP Ricardo Alexino Ferreira, “Mário de Andrade queria fazer uma crítica à cultura europeia e, ao mesmo tempo, exaltar a cultura indígena, que, para ele, era a essência do Brasil.”

Podcast – O modernismo de Mário de Andrade em Macunaíma
Nesta edição do Livro Aberto NET Educação, a professora da USP e pesquisadora da obra de Mário de Andrade Telê Ancona Lopez, fala sobre o processo de construção da obra.

Artigo: “Macunaíma – a trajetória de um herói moderno”
O pedagogo e professor de história Valter Aparecido Barcala analisa a adaptação de Macunaíma para o cinema pelas mãos do cineasta Joaquim Pedro de Andrade.

Plano de aula – Análise intertextual entre Macunaíma e Iracema
Este plano de aula de literatura para o ensino médio tem como objetivo explicar o livro Macunaíma como um dos pilares da moderna literatura brasileira e compará-lo com a obra clássica de José de Alencar, Iracema.

Entrevista: legado de Mário de Andrade vai além da literatura
O curador da FLIP de 2015, Paulo Werneck, relembra a importância do escritor paulistano para a cultura brasileira. “Assim como Raízes do Brasil, do Sérgio Buarque de Holanda, e Formação Econômica do Brasil, do Celso Furtado, ajudam a explicar nosso país, Macunaíma faz o mesmo, só que pela literatura”, analisa.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

Legado de Mário de Andrade vai além da literatura

Curador da FLIP, Paulo Werneck relembra a importância do escritor paulistano para a cultura brasileira

há 3 anos
Notícias

Livros de Zélia Gattai ajudam a entender imigração italiana e Estado Novo

Escritora narrou infância e perseguição do governo de Getúlio Vargas em suas autobiografias

há 3 meses
Notícias

Canal do YouTube conta histórias infantis utilizando Libras

“Mãos aventureiras” apresenta obras clássicas e também as atuais para crianças surdas

há 4 meses
Notícias

Plataforma oferece mais de 2 mil livros para download gratuito

Entre as opções, há títulos de literatura brasileira, voltados ao vestibular, obras acadêmicas e biografias

há 5 meses

Receba NossasNovidades