A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) encaminhou ao presidente da República, Michel Temer, ao ministro da educação, Rossieli Soares da Silva, ao presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e ao presidente do Conselho Nacional de Educação, Eduardo Deschamps, a moção que pede a revogação da Lei de Reforma do Ensino Médio, a revisão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio e a garantia do cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE).

No documento, a entidade justificou a medida ressaltando que “a reforma de ensino médio e a BNCC a ela articulada têm características excludentes e que podem levar a um aprofundamento das desigualdades sociais, ao contrário do exposto em propagandas oficiais.”

Por fim, o texto propõe o debate sobre a reestruturação do ensino médio com a participação de todos os setores envolvidos; a inclusão das instituições científicas na reavaliação da estrutura e conteúdos da BNCC e o posicionamento do governo visando garantir o PNE e incorporar a ele questões étnico-raciais e de gênero.

Com SBPC.

Saiba mais:
Reforma do ensino médio pode restringir formação científica e humanista
Reforma do ensino médio pode piorar evasão nas modalidades técnicas

Crédito da imagem: karandaev – iStock

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Notícias

ENEM: conheça 8 sites para estudar em casa

Prepare-se para o exame do ensino médio com dicas de redação, simulados e planos de estudo

há 3 anos
Notícias

Conheça o Programa Aprender Em Rede, iniciativa educacional que visa promover projetos colaborativos online

Professores interessados, do Ensino Fundamental e Médio, poderão
envolver seus alunos em projetos intraescolares pela Internet

há 4 anos
Notícias

Veja 10 erros comuns nas redações do Enem e vestibulares

Semelhança sonora indevida e mau uso das regras gramaticais afetam notas dos textos

há 5 anos
Notícias

Errar questão fácil no Enem desconta mais na nota final

Em entrevista, especialista explica como funciona a TRI, usada na correção do exame

há 5 anos

Receba NossasNovidades