O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) é o principal mecanismo de financiamento da educação básica no Brasil. De acordo com levantamento feito pelo Todos pela Educação com base em estudos técnicos da Câmara dos Deputados, em cerca de 40% dos municípios brasileiros os recursos do fundo representam 70% do orçamento da educação.

Com o final da vigência do Fundeb, em 2020, abre-se uma lacuna que pode impactar a manutenção das escolas públicas e, consequentemente, ter efeitos em termos de acesso e de qualidade desse ensino.

Para o professor de políticas públicas da Universidade Federal do ABC (UFABC) Salomão Ximenes, a descontinuidade do Fundeb representaria a paralisação da educação brasileira. Contudo, considera que a sua simples prorrogação, sem alterar os valores de repasse da União, também é preocupante.

Na entrevista, o docente explica o funcionamento do Fundeb, aponta as principais limitações do modelo atual e fala sobre a importância de assegurar e aperfeiçoar o fundo, para garantir o investimento na educação do país.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

wpDiscuz

Talvez Você Também Goste

Trabalho em tempo integral e foco em habilidades socioemocionais transformam escola

Trabalhar com fontes históricas favorece formação do olhar crítico do aluno

Alfabetização: “Não existe melhor método, existe uma criança que aprende”, avalia professora da USP

Receba NossasNovidades